Vantagens e desvantagens de cambio automático.

Vantagens e desvantagens de cambio automático

As vantagens

Nos tempos atuais enfrentar um trânsito pesado, depois de um dia de trabalho exaustivo, dirigir um carro com câmbio automático certamente será muito mais prático e confortável comparando com os veículos com câmbio convencional. Por não ter a necessidade de acionar a embreagem, mas apenas acelerador e freio, a direção torna-se agradável e menos cansativa, o que, segundo os motoristas, é o grande atributo dos carros automáticos. Além disso, os carros que tem esse tipo de câmbio são mais seguros, tem um motor que dura mais tempo e os outros componentes da transmissão (caixa, eixos, diferencial, entre outros) também tem sua expectativa de vida aumentada principalmente quando usado de forma correta.

As desvantagens

Sabemos que na grande maioria, tudo tem vantagens e desvantagens e o importante e ter conhecimentos para avaliarmos se o que decidimos tem mais vantagens que desvantagens.

O câmbio automático também apresenta as suas desvantagens que é. o maior consumo de combustível, este é o principal problema que o câmbio automático traz.

Vale lembrar que esse maior consumo não é observado nos sistemas de câmbio automático que usam conversor de torque e engrenagens planetárias, as novas tecnologias como a CVT ou mesmo sistemas de embreagem automática.

O custo mais elevado do câmbio automático pode ser justificado no Brasil pela sua pouca procura. Em países como Estados Unidos, por exemplo, em que a procura pelos modelos de câmbio automático é maior, esses modelos saem mais em conta do que os de câmbio manual.

Curiosidade

O câmbio automático (Brasil) ou mudanças automáticas (Portugal) é um sistema empregado em automóveis e motocicletas para troca de marchas realizada pelo sistema de transmissão do automóvel, que detecta a relação entre a velocidade (km/h) e a rotação do motor (rpm) para decidir pela troca automática da marcha. Desta forma o sistema se propõe a manter a rotação do motor quase constante e o câmbio automaticamente faz a troca das marchas. Nos sistemas modernos com câmbio automático a troca das marchas está quase imperceptível ao motorista. O câmbio automático foi inventado por dois engenheiros brasileiros, José Braz Araripe e Fernando Lemos. A GM produziu o primeiro carro “hidramático”, em 1938 depois de desenvolver o câmbio com o protótipo e o projeto vendidos pelos inventores em 1932. Nos Estados Unidos desde a década de 50 quase todos os veículos utilizam-se deste sistema. Este sistema se opõe ao sistema de câmbio mecânico ou câmbio manual.

Funcionamento

Ao contrário do sistema de câmbio manual onde se trabalha com engrenagens de tamanhos diferentes e engatadas individualmente, no câmbio automático utiliza-se o sistema de engrenagens planetárias, elas possuem tamanhos diferentes, mas todas elas estão sempre engatadas entre si, a relação da força é dada de acordo com a ordem que essas engrenagens estão conectadas.