Recapagem de pneus

Conheça um pouco sobre o processo de recapagem de pneus e de como eles passam de um pneu velho para um pneu novo.
surge também uma pergunta; será que estes pneus são seguros e econômicos? Pesquisas mostram que o Brasil é um dos países que mais aposta neste tipo de serviço, perdendo apenas para os Estados Unidos. Conheça quais são as vantagens e desvantagens de reformar seu pneu e quais os cuidados você deve ter para aumentar a vida útil do mesmo.

O Brasil é o segundo país que mais reforma pneus no mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos. No setor de transporte aqueles que utilizam este serviço reduzem 57% o custo/km. Isso porque se compararmos com um pneu novo, pagam 73% menos e reformam em média duas vezes cada pneu. Os dados são da Associação Brasileira do Segmento de reforma de Pneus (ABR).

Antigamente os caminhoneiros e donos de empresas de transporte optavam quase sempre por recapar seus pneus ao invés de comprar um novo. Com o passar dos anos e o avanço da tecnologia já é possível encontrar pneu novo mais barato. Mesmo assim, muitos decidem economizar e reformar o pneu ao invés de substituí-lo.

Processo de recapagem

Mostramos no video acima que ao contrário do que alguns pensam recapar um pneu não é apenas trocar a banda de uma hora para a outra. Existe um procedimento a ser seguido para que o motorista não corra riscos nem provoque acidentes. Entenda todas as fases:

limpeza: nesta primeira fase o pneu é limpo para evitar contaminação;
inspeção inicial: os técnicos avaliam as carcaças para garantir que estão em boas condições e podem ser reformadas;
raspagem: aqui é quando os profissionais removem o desenho original e raspam o pneu ajustando a carcaça com precisão. O intuito é ter uma rodagem proporcional e uniforme, que dará mais durabilidade ao pneu quando este estiver pronto;
análise da carcaça: com a ajuda de equipamentos de última geração é possível identificar se existe algum dano na estrutura;
conserto: caso o pneu esteja danificado, neste momento ele é reparado dentro das possibilidades e, principalmente, sem deixar de lado a segurança do condutor;
aplicação de bandas: finalmente chegamos à última etapa, na qual uma faixa adesiva chamada coxim é colocada na banda raspada anteriormente. Juntos, são aplicados no pneu inflado.
Vantagens

Economia de mais de 50% em relação aos pneus novos.
Se feita da maneira correta, pode ter a mesma durabilidade de um pneu novo.
É um processo que ajuda na preservação do meio ambiente, já que economiza 80% de petróleo, ajudando assim a reduzir o aquecimento global.
Desvantagens

Não é qualquer empresa que pode oferecer este serviço. É preciso estar atento se elas seguem as normas de segurança do Inmetro.
Se a reforma não for bem feita, existe risco de explosão e perda da borracha com o caminhão em movimento, o que pode provocar um acidente grave.
Este processo não pode ser feito em todas as rodas. A lei permite recapagem apenas no eixo traseiro.
Cuidados

Para você que utiliza diariamente seu caminhão para trabalhar, o redimento é um tema muito importante. Para aumentar a vida útil do seu pneu, o Mudanca.com preparou algumas dicas para que consiga economizar ainda mais:

Estaja atento na hora de calibrar. É importante checar este valor a cada 15 dias.
Respeite sempre os limites de velocidade estipulados.
Faça a correta manutenção do veículo e não ultrapasse o limite de peso
Evite buracos e freadas bruscas.
Observe para que o pneu não chegue no indicador de uso da banda (TWI).
Faça o rodízio das rodas a cada 10.000 Km.

Fonte: mudança.com